Velis CRM para a SUA distribuidora

Gestão de estoque
Gráfico Curva ABC de produtos

Curva ABC de produtos. Qual é a importância na gestão do seu estoque?

O gráfico de curva ABC de produtos permite que o decisor tenha a visão de quais itens tem mais importância de vendas por classificação.

É uma maneira de categorizar o seu estoque por maior e menor relevância de vendas.

Classificando os produtos por maior e menor relevância de valores de venda, você evita erros comuns como deixar o estoque com quantidades menores dos produtos mais vendidos.

No caso dos produtos com menor classificação, ou seja, itens que vendem pouco podem ser analisados de duas maneiras:

    1. Entender se isto é ou não um problema. É importante analisar se os produtos com mais vendas podem te deixar “na mão” de um só fornecedor, por exemplo:
      Ter um mix de produtos pode te ajudar a equilibrar as vendas caso o fornecedor do produto deixe de fornecer absorvendo toda a venda para uma operação interna. 
    2. Entender que isto não é um problema e você pode estar com estoque maior do que o necessário dos produtos C, por exemplo.

O gráfico de curva ABC de produtos é uma ferramenta para mapear corretamente os campeões de vendas e identificar os produtos que trazem melhores resultados na distribuidora. 

Ter os números te ajudará a tomar as melhores decisões, mapeando os problemas e decidindo estratégicamente como aumentar suas vendas.

Mas agora vamos entender o conceito deste gráfico:

 

O Conceito do gráfico de Curva ABC de produtos:

Vamos classificar os produtos, seguidos pela quantidade em unidades vendidas e então o valor total vendido no período.
Com essas duas informações temos qual o percentual de vendas cada produto representa nas vendas da sua empresa.

 

 

E como é feito o cálculo da Classificação ABC?

A curva ABC se baseia no princípio de que uma parte pequena dos seus produtos representam grande ou até a maior parte das vendas do seu negócio.

Você pode ouvir, também, nomes como Regra 80/20 ou Regra de Pareto para o mesmo objetivo de gráfico.

Teremos listados os seus produtos e o código, respectivamente. Na próximas colunas teremos a quantidade vendida e o valor total por produto no período .

O período analisado pode ser a última semana, o mês corrente, o ano corrente ou anterior, você pode filtrar o que fará mais sentido na análise.

O segundo passo é calcular qual é a participação em percentual de cada produto nas vendas, para isso é feito a divisão do valor total por produto pelo total de vendas da loja.

 

Produtos classificados como A: são os itens responsáveis por até 80% das vendas;

Produtos classificados como B: são os itens responsáveis por até 15% das vendas;

Produtos classificados como C: são os itens responsáveis por até 5% das vendas.

 

E como esses números podem ajudar nas tomadas de decisões?

Ter uma visão das vendas por itens te ajuda a gerenciar o estoque, evitando rupturas e também melhorar o mix de produtos.
Os produtos classificados como A nunca podem faltar, pois estão garantindo as vendas mais relevantes e significantes.

 

E os produtos classificados como B e C devem ser desconsiderados nas minhas vendas?

É importante analisar caso a caso desses produtos, mas ter um mix de produtos que alavancam o ticket médio de vendas pode ser estrategicamente importante. Neste caso, você pode ter um produto classificado com C, mas que complementa a venda para o cliente.

Vamos ver um exemplo de vendas em uma distribuidora de produtos veterinários.

A Distribuidora vende um produto que representa 65% das suas vendas, o produto Ração Muito Boa Premium para gatos 1kg.

Já o produto Dispenser para armazenamento de ração, representa apenas 5% das vendas na distribuidora.

Porém, quando o vendedor da Distribuidora oferece para o seu cliente Pet Shop a Ração para Gatos, o Pet Shop sempre pergunta se há o Dispenser para armazenamento de ração, pois seus clientes precisam dos dois produtos.

E tendem a comprar em lugares que vão oferecer todos os itens. É importante ter um mix de produtos maior na loja.
É neste caso, um

Além disso o giro de estoque da Ração é muito maior que o Dispenser, o que naturalmente pode tendenciar que a venda das rações sejam maiores no estabelecimento em questão.

Considerando esse raciocínio, pode ser estrategicamente importante manter produtos que não tem valores expressivos de venda, mas que garantem que o cliente seja atendido com todas as suas necessidades.

 

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.