Velis CRM para a SUA distribuidora

Funcionalidades

Quando é interessante criar um app para a sua empresa?

Esta é uma dúvida muito comum, principalmente quando a empresa começa a crescer e ter necessidades específicas mais difíceis de conseguir sanar nos aplicativos de mercado. 

Sou Mariana Ananias, Diretora comercial e de Serviços na Velis CRM e essa é a pergunta que mais escuto todos os dias. Vale a pena desenvolver o meu próprio aplicativo?

Essa não é uma pergunta simples de responder e muitos fatores precisam ser considerados. Trabalho na área comercial de software e aplicativos nas verticais de distribuição e logística há mais de 13 anos e gerenciando time de desenvolvimento de software e produtos há 5 anos. Entendo que, para mapear o melhor cenário para esta decisão, é importante levar em consideração estes 3 pontos:

1 O custo do desenvolvimento não será o maior investimento 

Quando se desenvolve um APP ou software é necessário primeiro mensurar o tamanho e funcionalidades que ele terá, assim como necessidades de integrações, riscos de indisponibilidades e por fim, a manutenção que ele dará. Para manter um app ou software WEB será necessário um especialista em infraestrutura,  máquinas em nuvem ou locais para armazenamento dos dados, assim como garantir que haja um backup dos dados que estão sendo trafegados. 

Falamos acima de apenas 3 necessidades adicionais ao desenvolvimento, que precisam ser mapeadas antes de começar a utilizar o seu app. 

Então, o primeiro ponto a considerar é. Você poderá ter um profissional especializado que te apoiará neste mapeamento de necessidades e os cuidados dele mês a mês mesmo que haja terceirização do desenvolvimento?

Outro ponto: É o momento certo para investir em uma infraestrutura e toda a manutenção necessária deste software? Quais os custos operacionais a sua empresa terá com essa infraestrutura? Ou então, consigo manter essa infraestrutura totalmente terceirizada? Mas se cair neste ponto, já valerá a pena um software contratado e não um próprio.
Falamos sobre os custos e ele pode ser um ponto negativo desse desenvolvimento, e entendemos, também, que se esquecer durante o processo de alguma coisa, como não ter backup dos dados, por exemplo, pode custar mais caro do que o próprio desenvolvimento. 

Mas quando pode ser positivo desenvolver o próprio software para a sua empresa e distribuidora?

Quando empresas estão em segmentos extremamente específicos que ainda não foram vistos pelo mercado de desenvolvimento de software como oportunidade, ou seja, não há softwares no mercado que atendam a necessidade da sua operação completamente, e então, a operação da sua empresa não consegue ser automatizada por esse motivo. Neste caso o custo da operação totalmente manual gerando perda de dados ou deficiência em enxergá-los, provavelmente ficará maior do que o investimento de manter aplicações dentro da sua empresa. 

 2 Ter flexibilidade para mudanças e atualizações constantes

De todas as vantagens que vemos em contratar um software pronto de mercado, reforço dois:

  • Atualizações constantes
    Quando uma empresa é especializada em um assunto, todo o esforço e conhecimento dela está dedicado a isso. E quando falamos em modelos de contratação de Softwares (SaaS), (o que é SaaS?  empresas que oferecem software como serviço, enquanto a sua empresa não precisa instalar, manter e atualizar hardwares ou softwares.), há a vantagem de toda a estrutura da empresa de software contratada estar voltada para evoluções e manutenções deste produto. 

Assim como mapear no mercado quais as novidades e evoluções especificamente relacionadas a tecnologia. 

  • Possibilidade de mudanças sem grandes impactos
    Ter a possibilidade de buscar no mercado um novo software quando o atual não pode mais te atender, sem custos de novos desenvolvimentos ou necessidade de se desfazer de uma infraestrutura interna é, também, um ponto bastante positivo.

    Há ainda, no mercado softwares que permitem mais parametrizações, caso a sua empresa tenha muitas necessidades de customizações para atender a sua demanda operacional, há uma opção de encontrar um software aberto a demandas de customização e personalização. É importante que esta pergunta seja feita antes da contratação. Neste caso, haverá a necessidade de um investimento maior.

3. O tamanho do seu negócio:

Gosto muito de lembrar a frase que, quem tem dados tem poder. O poder no sentido de saber como guiar o negócio tomando decisões certas, antecipando problemas, conhecendo o seu mercado e, principalmente, criando estratégias inteligentes de atuação. Baseado em números, de verdade.
Mas isso só é possível se você coletar dados. Se tiver histórico e, finalmente, souber ler esses dados.
Ou seja, ter um APP que resolva apenas o seu problema operacional sem análise e leitura de dados, pode resolver um problema imediato, que não deixa de ser importante, mas a médio prazo você precisará ter mais inteligência na sua aplicação.

Se você está começando ou é uma empresa média, provavelmente investir em tecnologia personalizada só valerá a pena se nenhum aplicativo no mercado atender nenhuma demanda da sua distribuidora.

 

Em suma, a minha conclusão pela experiência adquirida neste mercado é que, o único momento que desenvolver o próprio aplicativo para resolver problemas operacionais vale a pena é, quando o seu segmento e as necessidades são únicas no mercado e além disso, a sua empresa tem budget para assumir todos os outros cuidados necessários para essa manutenção. 

Nem mesmo grandes empresas e grandes indústrias têm times desenvolvendo todos os softwares próprios. E, sim,  equipe de tecnologia para gerenciar e administrar softwares terceiros e, também, cuidar da segurança desses dados. 

Ficou alguma dúvida?
Vamos conversar

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.