Velis CRM para a SUA distribuidora

Gestão de estoque
romaneio

Romaneio: como emitir e as informações que não podem faltar

O romaneio é um documento que tem como objetivo a integração de informações sobre mercadorias transportadas. Com esses dados estando em um só lugar, fica mais fácil avaliar qualquer coisa a respeito da remessa — desde o volume às descrições dos conteúdos levados.

Isso serve, inclusive, para agilizar todo o trâmite de embarque ou desembarque de mercadorias (em território nacional ou internacional) e sempre atender no prazo os seus clientes.

Note que não é algo obrigatório, para as empresas, mas a emissão do romaneio facilita todo o processo. Só que muitas pessoas podem ainda concentrar algumas dúvidas a respeito do procedimento. É para isso que convidamos você a seguir com esta leitura, e descobrir tudo sobre como emitir o romaneio!

Por que emitir o romaneio?

Como destacado, ele aprimora o controle interno, da sua empresa, mas é ainda mais significativo para a logística de sua distribuição e facilidades na hora da fiscalização de mercadorias.

Por exemplo: as informações facilmente visíveis permitem que ocorram menos erros em remessas e, até mesmo, desvios e roubos de produtos. Mais segurança e precisão para a sua empresa, portanto.

Sem falar que isso agrega uma percepção de marca maior à sua organização. Com o romaneio emitido, você mostra aos consumidores — e clientes em potencial — que você se preocupa com todas as partes do fluxo de trabalho. E isso permite que você feche mais negócios, consequentemente.

Como emitir esse documento?

A tarefa é simples e pode ser realizada de maneira automática (recurso presente em alguns softwares de gestão) ou mesmo manualmente, por meio do preenchimento de planilhas.

Independentemente da sua escolha, o romaneio pode ajudar no controle de todas as etapas do seu processo de produção.

Sobre o preenchimento em si, o primeiro passo consiste em planejar as informações que são fundamentais para o monitoramento e acompanhamento dos transportes de mercadorias.

Afinal de contas, como já destacamos, o romaneio não é uma exigência fiscal ou presente em nenhuma lei vigente. Daí, o contexto de personalização que só tem a beneficiar a sua empresa, especificamente.

Vale observar, contudo, que algumas funções e recursos tendem a ser fundamentais para que o romaneio cumpra o seu papel com eficiência, como:

  • as notas fiscais que acompanham cada mercadoria;
  • a quantidade de volumes transportados;
  • a identificação de cada pedido;
  • especificações para cada pedido, produto e/ou embalagem enviados;
  • as características básicas de cada volume. Casos de peso, volume e dimensões, por exemplo.

Em seguida, siga a nossa dica e procure avaliar quais outras informações podem ser importantes para cada caso, em particular. Assim, ao compor a sua planilha ou automatizar o processo, você compila todos os dados prontamente, sem trabalho ou imprevistos.

Sem falar que isso vai permitir que o romaneio se torne um auxiliar fundamental para agregar mais controle e segurança, à sua empresa, e muito mais comodidade e tranquilidade para os seus clientes.

E então, agora que você já sabe como funciona a emissão de informações do romaneio, que tal aprender um pouco mais sobre como prestar um serviço ainda mais eficiente para os seus clientes? Para isso, basta entrar em contato com um de nossos consultores e conhecer os grandes diferenciais de nossa solução!

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.